Estudos sobre o bloguismo (*)

Vão surgindo cada vez mais análises documentadas sobre o fenómeno dos blogs, na mesma linha do estudo da Perseus, anteriormente referido aqui no Apdeites.

Rick E. Bruner, editor da iMedia connection, é o autor de Blogging is Booming, que inclui um estudo sobre os hábitos de navegação e de consumo dos “bloggers” americanos, representados em números no quadro que se segue. Apenas são apresentados alguns dos resultados, como amostra; para ver todos os dados, consulte a página original.

Characteristics of Weblog Readers

% of total sample% of Weblog readers
Using the Internet 5+ years68 84
Spends “significant” $ on entertainment
34 43
Spends “significant” $ on electronic gadgets
1625
Amount spent online in the previous 12 months
$1,025 $1,239
Subscribes to emails about music
27 40
Regularly listens to radio
49% 59%
Regularly reads magazines
44 64
Regularly watches movies
36 52
Regularly reads news on the web
38 59
Regularly turns to the web sites for entertainment
29 50
Uses instant messaging
34 45
Male gender
49 56
Age 18-34 28 37

É absolutamente aconselhável a consulta do estudo completo, já que os números resultaram de inquéritos efectuados para uma empresa especializada em estudos de mercado.

Em forma de inquérito, um outro estudo sobre blogs foi conduzido por Fernanda Viegas (a julgar pelo nome, deve ser compatriota) e pode ser lido na íntegra AQUI.

Algumas conclusões curiosas (para dizer o mínimo):

– 76% of bloggers do not limit access (i.e. readership) to their entries in any way
– 36% of respondents have gotten in trouble because of things they have written on their blogs
– 34% of respondents know other bloggers who have gotten in trouble with family and friends
– 12% of respondents know other bloggers who have gotten in legal or professional problems because of things they wrote on their blogs

Não existem apenas estudos sobre o bloguismo em Língua inglesa. No francófono Brest, o muito completo e interligado Etudes sur les blogs, no qual, de resto, os artigos anteriormente citados estão também presentes.

Para quem se interessa por este tipo de temas, não apenas os relacionados com blogs mas também o que diz respeito à Internet e à informática em geral, existem alguns blogs portugueses de muito interesse, nomeadamente o blog de António Granado e ainda o You’ve Got Mail.

(*) óbvio jogo de palavras com o título do blog estudos sobre o comunismo)

Share

Blogalização

Interessante estudo da Perseus, com o sugestivo título The blogging iceberg e a sinopse “Of 4.12 Million Hosted Weblogs, Most Little Seen, Quickly Abandoned”.

Factos em números:

– 3.634 blogs analisados, em 8 dos principais “hosts”
– 4.120.000 blogs criados (estimativa)
– 66% sem actualizações em dois meses (2,72 milhões abandonados)
– 1,09 milhões duraram apenas um dia
– a duração média foi de 126 dias (quase 4 meses)
– 132.000 abandonados após um ano ou mais
– o mais “velho” durou 923 dias
– a Blogspot e a LiveJournal são líderes de “mercado”, cada um com 31% de quota

Neste estudo aparecem alguns gráficos com resultados, no mínimo, surpreendentes. Como é o caso da evolução de “fundações”

gráfico do estudo original da Perseus

As conclusões finais de The blogging iceberg também merecem atenção:

When you say “blog” most people think of the most popular weblogs, which are often updated multiple times a day and which by definition have tens of thousands of daily readers. These make up the tip of a very deep iceberg: prominently visible, but not characteristic of the iceberg as a whole.
What is below the water line are the literally millions of blogs that are rarely pointed to by others, since they are only of interest to the family, friends, fellow students and co-workers of their teenage and 20-something bloggers. Think of them as blogs for nanoaudiences.

E tradução:
Quando se fala em “blogs”, a maior parte das pessoas pensa nos “weblogs” mais conhecidos, os que são actualizados várias vezes por dia e que, por definição, têm dezenas de milhar de leitores, diariamente. Estes representam a ponta de um enorme iceberg, visível pela proeminência mas não representativo do iceberg enquanto um todo. O que está abaixo da linha de água é literalmente o conjunto de milhões de blogs que raramente são referidos por outros, já que apenas interessam à família, aos amigos e aos colegas de escola e de trabalho dos respectivos autores, adolescentes e/ou jovens na casa dos vinte anos. Estes deverão ser encarados como blogs de e para nano-audiências.

(dados e gráfico originais de Perseus; “dica” do blog Escrever Por Escrever)

Share

Páginas novas ou alteradas

Galeria: 172 blogfotos
navegar (*)

Ficheiros históricos :
            históricos 1
            históricos 2
            apdeites 1
            apdeites 2
            favorites.txt
            favorites.xml

As páginas help e blogbasics têm agora notícias actualizadas Jornal Digital.

(*) referência a software OEM

Share

Ficheiros em actualização

RESOLVIDO

Devido a algumas alterações estruturais, é possível que, nas próximas horas, a lista de Apdeites não reflicta a situação mais actual.

Por outro lado, certos tipos de listas (rss, xml) com origem na blo.gs têm acesso limitado a uma única vez por hora. Ultrapassado esse limite, o acesso aos dados é barrado por um período indeterminado.

Contamos regularizar a situação ao longo do dia de hoje.

este problema já está resolvido (act. 09:11 h)
Share

Tráfego nacional ou internacional?

Para alguns clientes da Netcabo, a questão não é muito clara e isso reflecte-se na factura mensal; é perfeitamente possível pagar o dobro ou o triplo do pacote assinado, apenas em “consumos adicionais”. E o que não está claro é não apenas a distinção entre aquilo que é considerado como tráfego nacional e o que é tráfego internacional, como – por consequência – qual é o plano individual mais adequado a cada caso particular…

Existem cinco planos de pagamentos, que dependem precisamente do tempo gasto na navegação e da localização dos endereços visitados; não será muito fácil, pelo menos numa primeira abordagem, um cliente presumir ou adivinhar que tipo de plano poderá vir a ser o mais adequado ao seu caso.

No entanto, as respostas a estas dúvidas existem, e estão nas páginas deste fornecedor de acesso por banda larga à Internet.

Qual é o critério utilizado pela Netcabo para determinação daquilo que é tráfego nacional?(*)
Evidentemente, tráfego internacional é todo aquele que não for considerado como nacional.

Quais são exactamente os (intervalos de) endereços considerados como tráfego nacional?(*)
Evidentemente também, todos os outros são internacionais.

Qual é o plano/pacote mais adequado ao seu perfil de utilizador?
Speed On(*)
Speed Use(*)
Speed Light(*)
Speed Pro+(*)
Netcabo 128(*)

Na página principal da Netcabo, pode ver um quadro comparativo de quatro destes planos, não reproduzido aqui por questões de “copyright”.

Para conhecer a localização de endereços, ou para os identificar, pode utilizar os serviços online da RIPE ou da Hexillion, entre muitos outros. No seu próprio computador (estando online, claro), use a linha de comando DOS (Start/Programs/Accessories/Command Prompt) e escreva

ping endereço

Como no exemplo:

Sobre este assunto, consultar também a CyberGuia nº 74, página 34.

(*) – as páginas respectivas abrem em nova janela
N.B.: cedilha.net/apdeites3 não tem absolutamente nada a ver com a Netcabo; estas e outras indicações limitam-se a tentar auxiliar os utilizadores e a contribuir para o esclarecimento de dúvidas que os nossos visitantes nos colocam. Para todos os efeitos, este texto deverá ser considerado como simples artigo de opinião.

Share