Gosta de escrever?

click para ampliar

Anúncio publicado no Diário de Notícias de hoje, 30.11.06.

Nota: este anúncio foi “scaneado”; o Apdeites não trata, em princípio, ninguém por “tu”; poder-se-á talvez presumir, por conseguinte, que este “tu cá tu lá” se destina a caçar jovens talentos para a linha de montagem de argumentos telenovelísticos; a ver se fica mais baratinho. A leitura de anúncios de jornal é uma novel(*) ciência social, que se poderá designar por… “anúnciologia”.

(*) Novel (adj.) não tem nada a ver com novelas (s.f. no plural).

Share

Mesmo a calhar para estes dias de chuva

weBloggers.com

UM LUGAR AO SOL
E AQUELES BLOGS DOS QUAIS QUASE NINGUÉM FALA, DE QUEM NINGUÉM SE LEMBRA, A NÃO SER OS “FIÉIS” QUE POR LÁ PASSAM?

E AQUELES BLOGS QUE, POR FALTA DE MOTIVAÇÃO DO CONTADOR, CESSAM A SUA EXISTÊNCIA FAZENDO, MUITAS VEZES, A BLOGOSFERA MAIS POBRE EM QUALIDADE?

O [ weBloggers.com ], a par da salvação das baleias, dos lobos e do pintarroxo asiático – que se não existe é porque foi extinto – deixa aqui o mote:

HÁ POR AÍ ALGUM BLOG QUE PARECE QUE SÓ VOCÊ CONHECE? ACHA QUE MERECIA UMA CRÍTICA DE DIVULGAÇÃO? NADA MAIS SIMPLES:

Envie e-mail a cjt.weblog@gmail.com com o assunto : UM LUGAR AO SOL que nós enviaremos o nosso reputado crítico da blogosfera dar lá um salto.

PARTICIPE, GANHE FABULOSOS… [não? não há prémios?… ok…] BOM… PARTICIPE!

in blog [weBloggers]

Share

A vida pessoal das pessoas

Presidente da Câmara em guerra com a blogosfera

Macedo Vieira e Aires Pereira, presidente e vice-presidente, respectivamente, da Câmara da Póvoa de Varzim apresentaram acusações no Ministério Público contra o blog (CÁ 70) de Silva Garcia – vereador do PS.

O autarca anunciou que também está em curso um processo de investigação através de um advogado da Califórnia para descobrir quem está por detrás dos blogs anónimos, que andam, diz o presidente, a “atentar contra a vida pessoal das pessoas”.

Para o autarca, esta é uma questão “de princípio” e explica que “só nos EUA há empresas que conseguem detectar a autoria deste tipo de blogs”. Assim, espera pela evolução deste caso para poder actuar depois na Justiça portuguesa, até porque esta “funciona mal, porque é lenta, mas funciona”, afirmou Macedo Vieira.

Angélica Santos

in Póvoa Semanário, 28.11.06

Via blog Impressões de um Boticário de Província.

Share

E agora, abruptamente…

Será interessante acompanhar o nascimento, evolução (e, se se mantiver a tendência do passado, a morte por inanição) de blogues políticos que, pelos seus meios profissionais, se percebe terem financiamentos próprios cuja origem é desconhecida. É um fenómeno novo que mostra a importância crescente da blogosfera e do qual não vem nenhum mal, se existir um pouco mais de transparência. No fundo, trata-se de política pura e dura e não de qualquer actividade amadora e lúdica pelo que saber quem paga é relevante. Relevante e instrutivo.

in blog Abrupto

(Conhecimento do texto via blog Grande Loja do Queijo Limiano)

Share

Eu, abaixo assinado,

Declaro, por minha honra, não ter a mínima pachorra para aturar intelectualóides em geral e pseudo-intelectuais em particular. Mais declaro ser minha intenção não ligar ou, pelo menos, tentar não ligar meia a considerações tergiversadas, ou a tergiversações encavalitadas em considerandos; das quais e a propósito dos quais, de resto, confesso humildemente não entender grande coisa, para não dizer coisa alguma, em especial quando umas e outros me são endereçados de forma codificada, encriptada ou, simples mas complexamente, embrulhados numa salgalhada indestrinçável de argumentos bacocos, ainda para mais entremeados com citações de autores obscuros que não conheço de lado nenhum e para os quais me estou altamente nas tintas, não desfazendo.

Declaro, por fim, e apenas com Deus por testemunha, o que já não é pouco, não estar absolutamente nada interessado em alimentar polémicas estéreis seja com quem for, disponibilizando-me de imediato e por consequência para aquiescer sistematicamente a qualquer solicitação nesse sentido – desde que não seja necessário para tal espremer os meus já cansados neurónios, ou a minha não menos mioleira. Isto é: desde que não me chateiem, enquanto declarante, cidadão e ser pensante, e enquanto personalidade autónoma, esperemos que não completamente estúpida, a personalidade, cá por mim está tudo muito bem. Amanhem-se, vós outros, e que sejam felizes com as vossas perplexidades, ou certezas, ou o diabo que vos carregue, é o que desejo.

Não sei se me faço entender, mas assino à mesma, com os melhores cumprimentos.

João Pedro Graça

P.S.: Over and Out

Share

“Não ser útil a ninguém equivale a não valer nada” (René Descartes)

(…)
Com que espectáculo nos deparamos?
Com um desfile de banalidades, com uma despudorada exibição de estupidez em 99% dos blogs que encontramos. Também é assim nos outros meios de comunicação, na televisão, nos jornais, nos livros que são editados.
Ainda assim, é uma evolução. Eu, por exemplo, sou lida regularmente por meia-dúzia de pessoas que não conheço, coisa que me parece a mim espantosa. Vou ao “sitemeter” e vejo uma média diária de 50 visitantes. Claro, a maioria cai aqui por acaso e logo se vai embora, quando vê que isto não interessa nem ao menino jesus.
Mas, quais são os blogs de sucesso?
Recentemente, um tipo de um blog onde só se escrevem banalidades, e que foi criado com o único propósito de o seu mentor obter notoriedade, e assim, conseguir entrar num certo circulo, cujo acesso lhe estaria de outra forma vedado, lançou uma iniciativa chamada blog do ano.
Considero que se trata de uma excelente iniciativa.
Não estou a ironizar. Penso mesmo isso. A razão e simples.
A maior vantagem da blogosfera, para mim, e a possibilidade que me dá de observar de mais perto a estupidez humana. De ver como as ideias superficiais são aplaudidas, e como a banalidade é premiada.
Na blogosfera, a estupidez é exposta pelos próprios estúpidos com um despudor que eu desconhecia. E isso é bom, porque desmonta o mito de que se as pessoas tiverem a possibilidade de discutir livremente, a democracia será reforçada. A estupidez não reforça a democracia. Apenas reforça o poder de quem consegue controlar os estúpidos. E É BOM QUE AS PESSOAS QUE NAO SÃO ESTÚPIDAS TENHAM A POSSIBILDADE DE PERCEBER ISSO DE FORMA TÃO CLARA.
(…)

Transcrição do blog Armadilha Para Ursos Conformistas, parte do conteúdo do post com o título ALGUMAS NOTAS DE ARROGÂNCIA (minha) SOBRE A BLOGOSFERA, de 24.11.06; conforme o original.

———————

O Apdeites fez eco da iniciativa “Melhores Blogues 2006”, promovida por um dos cerca de 5.000 blogs activos nacionais. Exactamente da mesma forma que, por exemplo, publicamos referências a estudos sobre a blogosfera nacional, ou enunciamos o “Blog da semana” da Rádio Comercial, ou destacamos quaisquer outras iniciativas, ou ainda projectos, estudos, ferramentas, “dicas”, produtos, programas, páginas, serviços, enfim, tudo aquilo que possa ter ou vir a ter alguma utilidade ou interesse para a comunidade de bloggers portugueses.

De vez em quando, e deveremos encarar isso como absolutamente natural, surgem ataques à blogosfera e aos blogs, ataques esses que surgem de dentro da própria blogosfera e que têm por destinatários objectivos outros blogs, quando não todos os outros, ou “quase” todos os outros. Neste espaço que se pretende de liberdade, absoluta, sem limites, é perfeitamente aceitável que alguém se sirva dele mesmo para o atacar a ele próprio, ainda que genérica e radicalmente; absolutamente e sem limites, realcemos, o que implica a aceitação de qualquer opinião que um blogger emita sobre seja que assunto for e, portanto, se essa opinião se referir à própria blogosfera, ou seja, a todos os blogs no seu conjunto, haverá que respeitar tanto essa como outra opinião qualquer – igual, diferente ou inversa.

No entanto, uma coisa é respeitar uma opinião, lê-la ou ouvi-la, outra bem diferente é aceitá-la, tragá-la simplesmente, de forma acéfala ou militantemente neutral. Ora, quando alguém – seja figura pública ou seja cromo privado, seja anónimo ou assine com nickname, identifique-se ou não no que diz – utiliza o insulto para emitir uma opinião, quando mete tudo no mesmo saco (90 ou 99% é o mesmo, em substância), arrisca-se a que, pelo menos, alguém responda. Quando alguém insulta os outros e os integra numa maioria esmagadora, está evidentemente a colocar-se a si próprio de fora desse grupo, dessa maioria, está a pôr-se em bicos de pés, está a atribuir a si mesmo o título de (extraordinária) excepção, está por inerência a reservar-se o estatuto de “brilhante”, ou “excepcional”, está a promover-se à categoria do mais inteligente, o mais fino, o mais irónico e o mais espertinho cá desta paróquia virtual.

Já aqui disse o mesmo em relação às “contas” de José Pacheco Pereira, que atira com 90% dos blogs portugueses para um caixote do lixo virtual. Neste caso, deixa de ser “lixo” que se chama a 90%, agora é “estúpido” a 99%, muda ligeiramente a álgebra, mas o radical mantém-se. A blogosfera portuguesa já se vai, de certa forma, acostumando a ser genericamente insultada. Curiosamente, estes insultos são atirados à cara dos autores de blogs por autores, eles próprios, também de blogs. Mais curiosamente ainda, poucas pessoas se dão à maçada de responder aos enxovalhos, porventura presumindo a maioria, por instinto de conservação, que pertencem às camadas de excepção, às castas superiores, à nata percentual . Mesmo que exista alguma dose de razão ou alguma razoabilidade em certas argumentações, tudo isso cai pela base e passa a valer nada quando o que sobressai é a mais pura vaidade… mormente se não se vislumbra qualquer motivo para tal. Este tipo de afirmações generalistas, vendo apenas “estupidez” para além do próprio umbigo, é (na minha opinião, evidentemente) o exemplo acabado daquilo que se designa vulgarmente por “cuspir para o ar”. Ou então, mais complacente e benevolamente, é daquelas “bocas foleiras” que se aviam quando acorda a gente mal disposta, quando as coisas correm mal, um pneu furado, o nervo exposto num queixal, alguma indisposição momentânea, esse tipo de maçadas; também para isso servem os blogs, para despejar acessos de raiva e frustrações, para aliviar a pressão do quotidiano, e nesse particular possuem um papel insubstituível de regulação, quiçá metabólico, quem sabe se verdadeiramente social.

Concluindo, e a propósito da votação “Os Melhores Blogues”: se tal fosse necessário, aqui está um bom pretexto para explicar porque é que o Apdeites não participa em qualquer votação, não responde a solicitações do género e sequer agradece quando é “nomeado” para qualquer dessas votações. Precisamente porque tenta ser um serviço público para TODA a blogosfera nacional, sem quaisquer preferências, sem descriminações de qualquer tipo, sem índexes, sem categorizações, sem classes ou nomenclaturas. É um trabalho que pretende servir 100% dos blogs e dos bloggers nacionais, não 90, 50, 10% ou qualquer outra percentagem. Não sabemos quais são os “melhores” nem quais poderão ser os “piores” nem, por exclusão de partes, quais serão os “assim-assim”. Mas sabemos, sem qualquer margem para dúvida, que todos os blogs são importantes: sem eles, todos, não existiria blogosfera – um mar de diversidade, de correntes fortes e mansidão, de vagas alterosas e de fundos misteriosos – mas apenas génios falando sozinhos, de si para si, ascetas do monólogo peregrinando num deserto cheio de ideias.

JPG

Share

Snap Preview Anywhere™: bem visto

Snap Preview Anywhere

O serviço Snap Preview Anywhere™ permite, basicamente, ver uma fotografia da página web que corresponde a um link, antes de o abrir.

Desde ontem, o Apdeites conta com mais esta ferramenta de navegação, que possui outras potencialidades, além da pré-visualização de páginas.

Por exemplo, qualquer pessoa pode guardar a “snapshot” (imagem em miniatura) do seu próprio blog e utilizá-la como foto no seu perfil de utilizador (Blogger, WordPress, etc.), como logotipo do blog ou site, ou mesmo como “assinatura” das suas mensagens de e-mail. Para guardar uma imagem, click nela com o botão direito do rato, seleccione a opção “Guardar Imagem Como”, indique local onde gravar e nome do ficheiro.

Quando escrever sobre um produto ou um serviço, ou quando referir um blog, utilize a miniatura da página respectiva e não apenas o link de texto. O mesmo vale para a sua lista de favoritos, que pode passar a ter um visual mais atraente, permitindo ao mesmo tempo que os seus visitantes tenham uma ideia do aspecto gráfico dos seus blogs preferidos.

As possibilidades desta ferramente são imensas. Para instalar este excelente serviço (gratuito) no seu blog ou site, siga as instruções.

a) HTML (javascript)
1. Inscrever-se na SPA e obter o código gerado.
2. Colar o “javascript” no cabeçalho (“header”) do seu template.

b) WordPress (>1.5)
1. Inscrever-se na SPA e obter o código gerado. Nesse código, irá encontrar um parâmetro de 32 dígitos a seguir a key=; este será necessário para configurar a visualização.
2. Fazer o download do plugin do Snap Preview Anywhere™.
3. Descompactar o conteúdo do ficheiro alt-spa.zip para o directório wp-content/plugins/. É suposto que seja criado um directório alt-spa.
4. Activar o plugin em WP-Admin.
5. Seleccionar Options > SPA para configurar. Se estiver a fazer actualização (upgrade) de uma versão anterior, recomenda-se que seleccione o botão “Default Options”, para anular quaisquer opções ultrapassadas.
6. Pode configurar o plugin por forma a que seja automaticamente adicionado o código a wp_footer() (Isto tem de existir no seu template). Em alternativa, acrescente manualmente imediatamente antes de .

Tradução adaptada das instruções em ajaydsouza.com. Para mais detalhes técnicos, é favor consultar aquela página. O download aqui indicado é feito também daquele site.
A página de ajuda do SPA tem indicações técnicas muito detalhadas.

click para aumentar

Share