A voz do porta-voz

Finalmente, acaba de ser publicado – pelo próprio “Movimento Verde Eufémia” – o vídeo da entrevista de Mário Crespo a Gualter Baptista, na SIC Notícias, Jornal das 9 do passado dia 27.

Este ficheiro vídeo é muito grande (270 Mb). Se não dispuser de ligação por banda larga, é possível que tenha dificuldades de visualização.

Na barra lateral, no “widget” da VodPod, encontra a entrevista em duas partes e em ficheiros “comprimidos”; pode também aceder directamente às páginas da 1ª parte e da 2ª parte.

Caso pretenda ver o “filme” através do seu leitor virtual, aceda ao endereço original:

http://blip.tv/file/get/Videoverde-070827SICNotciasMrioCrespoComGualterBaptista491.wmv

Se quiser saber mais sobre a personalidade e a motivação da personagem Gualter, o Youtube conserva uma biografia detalhada, sob o lema “só sei que nada sei”.

Share

Socialismo jovem

Dotada de espaços próprios para servir os jovens, esta Delegação Regional dispõe de um vasto leque de serviços e actividades concebidas para a ocupação dos teus tempos livres.

Instituto Português da Juventude (IPJ) – Delegação regional de Lisboa

recorte do programa do evento Socialismo 2007, organizado pelo Bloco de Esquerda
Recorte de programa do evento Socialismo 2007, organizado pelo Bloco de Esquerda.

ALOJAMENTO EM POUSADAS: A pousada do IPJ está por conta do Socialismo 2007. Quem quiser ficar na Pousada, deverá inscrever-se com antecedência para socialismo 2007@esquerda.net. Os preços, com pequeno-almoço incluído são: 13€ – Camaratas (preço por cama/noite) 32€ – Quarto Duplo (preço por quarto/noite)
ALIMENTAÇÃO: A cantina do IPJ servirá almoços e jantares por 6€, com buffet quente, buffet frio e alternativa vegetariana. Para além disso, há vários restaurantes na zona.

Extracto do programa do evento, no site do BE Algarve

Mas porque cargas de água cede o Estado português instalações públicas a um Partido político?

E desde quando fornece refeições, ainda por cima subsidiadas, a um Partido político? Entre as atribuições políticas do Governo português estará, porventura, o fornecimento de serviços de “catering”? De albergaria para os militantes e simpatizantes de um Partido político? As funções de um organismo do Estado, como é o caso do IPJ, passam por prestar a um Partido político serviços de portaria, vigilância, recepção, F&B, comunicações, logística, lavandaria e limpezas?

Sendo o IPJ um organismo público, a que título e a que propósito coloca as suas instalações, equipamentos e pessoal ao serviço de um Partido político?

O IPJ aluga espaços para eventos? Qualquer um pode ali realizar uma festa de aniversário, um casamento, enfim, qualquer género de patuscada em grupo?

Ah, sim? E quanto custa isso, ao certo, assim para, digamos, umas 300 ou 400 cabeças? Aceita “tickets”-refeição, o IPJ? Por acaso poder-se-á pagar a “dolorosa” em suaves prestações mensais, ao IPJ? Cartão de crédito, pode? Há desconto para grandes grupos, ou “é grupo”? Os arrumadores de automóveis, é preciso dar moedinha, ou já está incluído? E charutos? Há charutos?

Ah, pois. Não se pode fumar. Claro. Olha que pergunta tão estúpida.

Share

Será?


http://videos.sapo.pt/RUa27duepGW9IkdZ5Vts

Estarei a ver bem? Aquilo diz mesmo “veja aqui em directo”? Será?

Veremos se veremos.

Nota: a visualização de vídeos do “Sapo” apenas é possível para os clientes de banda larga do grupo PT (Sapo ADSL ou Netcabo).

Este post será apagado depois do jogo, haja transmissão ou não. Esperemos que haja. Sim. Esperemos. Vá lá, ó Sapo, ó sapinho, não deixes a gente ficar mal na fotografia.

The day after (30.08.07, 14:25 h)
Pensando bem, é melhor não apagar isto. Claro que não houve transmissão nenhuma (pelo menos, até 15 minutos após o início do jogo), era mais uma brincadeirinha… sabe-se lá exactamente de quem. Fica por isso aqui o post, esfíngico, para memória futura. À primeira qualquer cai, à segunda cai quem quer – lá diz o povo e é bem verdade.

Share

Falta de ar

O pai de Madeleine McCann levanta-se, tira o microfone da lapela e sai porta fora (presume-se, mas não se vê), durante uma entrevista ao programa “La Noria”, da estação de TV espanhola Telecinco.

http://youtube.com/watch?v=PDKixdJ6i_o

Segundo noticia o 24 Horas, com um colorido preciosismo técnico, “saltou a tampa ao pai de Maddie na TV“.

Já o Diário de Notícias afiança que, nas palavras da assessora de Gerry McCann, a atitude deste ter-se-á ficado a dever a “falta de ar“.

Share

Verde Eufémia ou Vermelho Cunhal?


http://videos.sapo.pt/rOLQ84nPIPu9QtCFI7lh

NOTA 2 da Biorege: De acordo com declaração de voto entregue após a votação da emenda 171 constata-se que os eurodeputados do PCP, Ilda Figueiredo e Pedro Guerreiro apoiam a agricultura biológica e não aceitam qualquer contaminação com OGM. O facto de terem votado contra a emenda prende-se unicamente com a sua adesão ao princípio da não contaminação, ou seja, deve-se a entenderem que a aceitação de 0,1% já é um “pé na porta” perigoso que mais tarde poderá ser alargado para percentagens como as que a Comissão pretende.

[…]Segundo Gualter Baptista, da Plataforma Transgénicos Fora, «Face à votação de hoje tais valores significam que, na prática, a agricultura biológica e a transgénica não podem existir lado a lado».[…]

Biorege, 28 de Março 2007

“O PCP ia criar um partido verde para se aliar a si próprio, o que além do mais trazia outras vantagens politicas (…) estas eram questões que mobilizavam os jovens. Por isso tinhamos que registar o nome rápidamente. Registámos a correr as duas palavras essenciais : ecologista e verde.

Controlada directamente pelo camarada Cunhal para esta tarefa de criar o Partido Ecologista «Os Verdes», meti mãos à obra. O José Casanova tratava dos aspectos logisticos (…). Pediu-se a todas as organizações distritais para procurarem camaradas firmes que se interessassem por coisas verdes, ecologia, natureza, etc. (*)

Foi Assim, Zita Seabra, Alêtheia editores, Julho 2007, ISBN 978-989-622-113-3.

(*) Transcrito do blog A-Sul.

Share

A revolução deve avançar a todo o vapor*

Para quem ainda não conhece, aqui fica o link para o Blocomotiva – um site especializado em “activismo” e dedicado, nomeadamente, ao desenfastiamento e ao pevide-laureanço juvenil.

A propósito, aqui fica também – assim a modos que um “teaser”, incentivo ou aperitivo para que os mais relutantes abram o link – uma singela citação de muito injustamente desconhecido autor. Desconhecido… das massas, como é evidente e pena.

A essência do fanatismo reside no desejo de obrigar os outros a mudar. Nessa tendência tão comum de melhorar o vizinho, de corrigir a esposa, de fazer o filho engenheiro ou de endireitar o irmão, em vez de deixá-los ser. O fanático é uma das mais generosas criaturas. O fanático é um grande altruísta. Está mais interessado nos outros do que em si próprio. Quer salvar a nossa alma, redimir-nos. Livrar-nos do pecado, do erro, do tabaco, da nossa fé ou da nossa carência de fé. Quer melhorar os nossos hábitos alimentares, ou curar-nos do alcoolismo e do hábito de votar. Das duas uma: ou nos deita o braço ao pescoço porque nos ama de verdade, ou se atira à nossa garganta em caso de sermos irrecuperáveis. Em qualquer caso, topograficamente falando, deitar os braços ao pescoço ou atirar-se à garganta é quase o mesmo gesto. De uma maneira ou de outra, o fanático está mais interessado no outro do que em si mesmo, pela simples razão de que tem um mesmo bastante exíguo, ou mesmo nenhum mesmo. O senhor Bin Laden e os da sua laia não se limitam a odiar o Ocidente. Não é assim tão simples. Creio antes que querem salvar as nossas almas, querem libertar-nos dos nossos horríveis valores, do materialismo, do pluralismo, da democracia, da liberdade de opinião, da emancipação da mulher…

Amos Oz, Contra o fanatismo, ed. ASA Editores & Público, 1ª edição, Abril 2007, tradução de Henrique Tavares e Castro, ISBN 978-972-41-5175-5.

* Frase lapidar, citada de memória, do “grande dirigente e educador da classe operária”, nos idos do PREC, Dr. Qualquer Coisa Matos. Nesses bons tempos, era fino dizer assim umas coisas, mesmo que todos os comboios já fossem então movidos a energia eléctrica e se bem que já não existisse nessa altura muita classe operária.

Share

Blog do “Movimento Verde Eufémia” (act.)

Neste momento, ainda não tem qualquer link registado (à excepção de um*, detectado por mero acaso), mas pronto, aí está, o blog do chamado “Movimento Verde Eufémia” encontra-se no endereço http://eufemia.ecobytes.net/.

O primeiro “post” é do passado dia 17, contém o “comunicado” enviado à imprensa e foi publicado às 11:35 h; ou seja, uma hora e vinte e cinco minutos antes da “acção de desobediência civil” que se conhece.

Se quiser deixar algum recado in loco (mesmo algo de muy loco), aquele blog disponibiliza espaços para comentários.

Também tem endereço de e-mail (verde.eufemia@hush.com) e até uma página de “about” (ou “acerca”, no caso).

A citação que se segue revela bem o espírito desta nova vizinhança na “blogosfera”.

Esperamos que depois desta reacção, alguns pontos tenham ficado clarificados. Depois deste comunicado, esperamos também que mais cidadãos se levantem em nosso nome e ceifem outros campos transgénicos em Portugal. ***

Extracto de post com o título “2º comunicado de imprensa (depois da acção)


http://videos.sapo.pt/6hMPmGRPucF360G4pSaz

Actualização: este blog também tem videoblog, no endereço http://eufemia.blip.tv/, onde estão os diversos “clips” de notícias respeitantes ao “movimento”.

*** Trata-se de evidente incitação à violência, crime punível nos termos da lei portuguesa. Existe até um organismo virtual para denúncias deste tipo de infracções à lei, no ciberespaço. Mas enfim, isso ficará para quaisquer bufos militantes. Daqui, nada a declarar.
* Link via blog de Pedro Guimarães (Fotocafé).
Videoclip de SIC Notícias.

Disclaimer (ou lá como se diz essa coisa intraduzível): o autor do Apdeites não tem qualquer reserva mental em relação à ecologia em geral ou à contestação aos OGM em particular, reservando-se apenas o direito, constitucionalmente garantido, de livremente expressar a sua opinião, tanto nesta como em qualquer outra matéria; ora, na opinião do autor do Apdeites, a matéria em causa não tem absolutamente nada a ver com a ecologia ou a contestação aos OGM, em geral ou em particular, tratando-se muito simplesmente de um caso de polícia, levado a cabo por organismos hormonalmente modificados e politicamente protegido por defensores profissionais de causas avulsas que são, por definição, estas sim, geneticamente modificadas e genericamente aldrabadas.

Share

Muito prazer

https://www.youtube.com/watch?v=iEeRW6O2XKE

_ Conhece-o?
_ Não o conheço. Sei quem é, mas não o conheço.
_ Faz parte da sua formação política?
_ Ahahah. Não. Não faz. Não faz.

(Diálogo entre Mário Crespo e Francisco Louçã, na SIC Notícias, em 22 de Agosto 2007.)

O dirigente do BE diz não conhecer o dirigente do GAIA que também é porta-voz do Movimento Verde Eufémia. Pois é pena. Foi por um triz, e por mera coincidência, que a apresentação mútua afinal já não aconteça, como estava previsto*. No próximo fim-de-semana, 31 de Agosto e 1 e 2 de Setembro, o evento “Socialismo 2007”, organizado pelo Bloco de Esquerda, tinha programado que um dos conferencistas fosse – precisamente – o dirigente do GAIA que o dirigente do BE diz desconhecer. Como o próprio dirigente do BE será, ele próprio e igualmente, conferencista no mesmo evento, o mais provável seria então que ambos fatalmente se encontrassem e, portanto, que finalmente fossem apresentados.

Porém, entretanto, o programa foi alterado** e, vá-se lá saber porquê, o nome do dirigente do GAIA foi substituído, não por uma mas por duas oradoras. Ficará então, talvez, para uma próxima oportunidade.

* Localização do documento: blocoalgarve.org (BE Algarve); link via blog Tomar Partido 2.
** Localização do documento: socialismo2007.net (BE nacional)

Share

Notícias dos Cereal Killers

Opinião

O evento Ecotopia foi organizado pelo Grupo de Acção e Intervenção Ambiental (GAIA) e foi directamente financiado pela European Youth For Action (EYFA), com o apoio do Instituto Português da Juventude (IPJ), o qual se encarregou da promoção desse mesmo evento(*1) através do seu site.

Do referido financiamento dá conta um documento(*2) do GAIA (da iniciativa do grupo coordenador do Centro de Convergência), datado de 15 de Janeiro de 2005, e onde se refere expressamente que o projecto Ecotopia 2007 estava em estudo, prevendo-se que o respectivo financiamento fosse da responsabilidade do EYFA (ver anexos A, 10.4(*2)). A organização do evento Ecotopia está, nesse documento(*2), incluída na rubrica “Eventos Internacionais no Centro”.

A EYFA é uma entidade constituída com fundos da União Europeia, como se pode ver através de consulta no portal Europa – Youth. O GAIA é reconhecido pela Comissão Europeia como organização acreditada.

O planeamento e a organização da “acção de desobediência civil” levada a cabo por um grupo de jovens no passado dia 17, na Herdade da Lameira, Concelho de Silves, foi da responsabilidade do GAIA(*3)a), do qual é dirigente o autodesignado porta-voz do “Movimento Verde Eufémia”. No documento anteriormente referido(*2), este mesmo porta-voz está indicado, entre outros, como membro da organização proponente (GAIA), na qualidade de “Coordenador de Projectos”; é também bolseiro de doutoramento da FCT-UNL, universidade essa que cedeu “um gabinete no campus para a Sede Nacional” da organização.

imagem de gaia.org.pt

* Ficheiros “cache” arquivados em Google. Cópias em Apdeites: (*1); (*2); (*3).
Imagem de GAIA (em página posteriormente apagada).
a) Uma versão do apelo ao “dia de acção contra os transgénicos” (acima referido), publicada no blog Biorege, refere que a iniciativa seria organizada pelo GAIA – Grupo de Acção e Intervenção Ambiental_Faculdade de Ciências e Tecnologia – 2829-516 Caparica – Tel./fax: (+351) 212949650.

Existe uma versão (até agora inédita) do 1º comunicado de imprensa do MVE. Tem data de 16 e a indicação “Boicote a divulgação até 17 de Agosto, 13h00”. Esta versão, que se pode presumir ser a original, apresentada em Inglês e em Português, é muito mais extensa e detalhada do que o comunicado posteriormente publicado.

Será mesmo, por assim dizer, muito mais suculento do que a pepineira insossa que foi parar aos jornais. Por exemplo, nesta versão, certamente redigida debaixo da mais intensa fé, insta-se o agricultor a que se “converta” à agricultura biológica. E há lá mais disso, dessas coisas tipo “arrependei-vos, infiéis!, penitenciai-vos, hereges!, convertei-vos à fé verdadeira, se não quereis ir bater com os costados nas profundas do inferno!”

Share

Pequenas coisas fazem a diferença

Quando chegou o Verão (1992) fomos todos de férias (as nossas duas familias), como habitualmente já fazíamos. Ficámos em sítios diferentes, mas encontrávamo-nos com frequência. Naquele dia de Julho combinámos almoçar juntos e recordo-me vagamente de ela me pedir para cortar o pão, porque tinha falta de força num dedo. Ri-me e lá executei a tarefa! Jamais nos poderia ter passado pela ideia… que tudo já tinha começado.

Little Things Make the Difference

Blog bilingue, em Português e Inglês, actualmente escrito pela irmã de Josélia Sequeira, blogger internada na UCI do Hospital Curry Cabral.

A ALS (do Inglês, Amyotrophic lateral sclerosis, ou Esclerose Lateral Amiotrófica) é uma doença do sistema nervoso, incurável, que se caracteriza pela degenerescência das células nervosas que controlam os movimentos, conduzindo progressivamente à paralisia total.

http://youtube.com/watch?v=5vZi2T7JeF0

Little Things Make the Difference

Vídeo: extracto de Telejornal da RTP 1, 23.07.07.

Share