Cartas

meuselonAO

logo_shareVai manter-se o silêncio?

Péssimas notícias para um início de ano as que hoje [01.01.16] encontrei no PÚBLICO, relativas ao Acordo Ortográfico de 1990:

1. “Sobem para 215 milhões os falantes de português a usar o Acordo Ortográfico“, da Lusa, com esta nota por baixo da imagem que ‘ilustra’ o texto: “O Acordo já tem o processo de implementação ‘finalizado’ em Portugal, onde entrou em vigor a 13 de Maio de 2015, apesar da oposição de grupos da sociedade civil.”

2. “Acordo entra hoje em vigor no Brasil depois de três anos de polémica”.

E eu pergunto aos portugueses, se é que ainda há disso por aí: vai manter-se o silêncio que tão bem tem servido os interesses dos defensores do AO90, designadamente os da indústria editorial? Essa gangrena que cresce por todo o lado, com particular e inaceitável visibilidade no domínio do Ensino – básico, secundário e superior – a maior vergonha nacional desde que estamos em democracia, vai acabar por impor-se? E não se ouve praticamente ninguém, desde que a voz incansável e vibrante de Vasco Graça Moura se calou para sempre?!

Será que vamos ter mais uma campanha eleitoral, agora para a Presidência da República, a ignorar ostensivamente este tema, com a habitual conivência dos ‘media’? Os que lutaram contra a ditadura, a PIDE, a censura, a guerra colonial, e que conduziram Portugal à democracia, mereciam esta indignidade, esta cúmplice passividade, esta cobarde aceitação, perante o maior atentado alguma vez perpetrado contra a nossa língua materna?

Termino, com a expressão do meu sincero reconhecimento ao PÚBLICO, pela verticalidade com que se tem mantido fiel ao Português de Portugal.

Maria José Abranches Gonçalves dos Santos, Lagos

[“Cartas à Directora” do jornal “Público”, 05.01.16. Adicionei “links” e destaques.]

Print Friendly, PDF & Email