Tampinha

tampinha_gallo_img_67281. No dia 15 de Dezembro de 2013 publiquei no “site” da ILC-AO o “post” seguinte:

Da vergonha e da traição: perguntas e respostas.

O que se segue é a transcrição integral de uma entrevista, publicada ontem, 14 de Dezembro, do brasileiro Ernani Pimentel ao “blog” Triplo V.

Muitas considerações se poderiam tecer a respeito deste “depoimento”, mas as pessoas já estão suficientemente avisadas quanto às novas “ideias” que nos tentam impingir de além-Atlântico com a conivência e até com a colaboração de algumas pessoas extremamente confusas, para dizer o mínimo, que pelos vistos existem também cá deste lado do oceano.

Por conseguinte, e como já antes aqui mesmo dissemos em diversas ocasiões, quanto a este assunto, tire cada qual as suas próprias conclusões. Por uma questão de facilidade de leitura, introduzimos na cópia do texto original alguns destaques e sublinhados, bem como “links” relacionados, nos conteúdos que nos parecem ser de maior (e mais evidente) relevância: o que é este “movimento”, o que pretende, quem o apoia no Brasil e, principalmente, quem lhe dá alguma espécie de crédito em Portugal, desde quando, porquê e… como.

As respostas estão todas nesta (inacreditável) entrevista.

 

Entrevista ao Prof. ERNÂNI PIMENTEL

ERNÂNI PIMENTEL é Professor, Escritor, Palestrante e Presidente da Vestcon (um grupo editorial do Brasil).

Em 2010, fundou o MovimentoAcordar melhor”.

Foi escolhido pelo Senado brasileiro para ser um dos Coordenadores do Grupo de Trabalho Técnico que está a avaliar o Acordo Ortográfico no Brasil.

Recentemente, juntamente com o Senador PASQUALE CIPRO NETO, foi recebido na Assembleia da República.

ERNÂNI PIMENTEL respondeu às nossas perguntas.

 

[conteúdo da entrevista]

2. De imediato, esta reprodução suscitou variadíssimos comentários. O primeiro dos quais foi este, que transcrevo já com a respectiva resposta,:

#1 | Escrito por Bic Laranja há 2 anos.
Estamos a ser envolvidos por uma estratégia de delírio. Querer-nos-ão desmobilizar com ser o aborto o mal menor?…
Quem foi perguntar isto àquele idiota? Qual o interesse em pô-lo a repetir a sua arenga demencial?
Cumpts.

#2 | Escrito por JPG há 2 anos.
«Querer-nos-ão desmobilizar com ser o aborto o mal menor?…»
Sim, exactamente.
«Quem foi perguntar isto àquele idiota?»
Ninguém em especial. A “entrevista” até pode ter sido literalmente fabricada, só para dar alguma “credibilidade” à coisa.
«Qual o interesse em pô-lo a repetir a sua arenga demencial?»
Algum Goebbels pós-modernista se lembrou disso, talvez: “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”

Cumprimentos.

3. Mais de dois anos depois, isto é, há apenas dois dias (12 de Janeiro de 2016), recebi o “link” para uma entrevista que reconheci pelas respostas mas não por quem faz as perguntas. Nesta   versão da entrevista, ao contrário do que sucedia na primeira, quem interrogava Pimentel afinal tinha (tem) nome. Como se pode conferir acedendo ao dito “link”:
http://www.incomunidade.com/v18/art_bl.php?art=13

4. O endereço “original”, do qual fiz a transcrição em 2013, foi entretanto apagado pelos seus autores.

blogtriplov1_deleted

Bom, assim sendo, a julgar pelo que afinal (e por mero acaso) se apurou, pelos menos uma das perguntas de “Bic Laranja” pode agora ser respondida com toda a propriedade.

«Quem foi perguntar isto àquele idiota?»

O nomezinho de quem foi perguntar aquilo àquele idiota ficamos nós sabendo agora, apenas agora, mas por extenso. entrevista_IMB_Pimentel_1As respostas às demais perguntas, e não somente a essas, bem, isso competirá a cada qual. Senhoras e senhores, meninos e meninas, tirem as vossas conclusões

De facto, a verdade é como o azeite.

Galo.


Imagem de: “Supercoleção” (Brasil)
Jan 14, 2016 @ 16:55

Print Friendly, PDF & Email

1 Comment

  1. Manuela Foley

    É muito bom ver que, também do “outro lado” há vozes discordantes.
    O AO é uma afronta à língua Portuguesa e eu jamais o adoptarei.

Comments are closed.