A puta da língua e seus vários chulos

Por vezes, tão evidente é a desfaçatez dos proxenetas da ortografia, torna-se virtualmente impossível descrever — por mero pudor — o que eles vão dizendo ou sequer apontar — por questões de higiene — o que eles vão fazendo. São chulos, em suma, e portanto o que fazem e dizem consiste basicamente nos truques do seu métier, ou seja, quantas maneiras existem de parasitar, de que forma hão-de sacar ainda mais à chavala que têm por conta.

Ortografia, assim se chama essa chavala, uma pobre coitada que se arrasta há décadas por  tugúrios esconsos e vielas manhosas, oferecendo-se a qualquer passante que a queira usar, assim mesmo e logo ali, já velha e gasta e dorida, moída de pancada.

Eis a Ortografia pelas ruas da amargura. Eis a puta da língua em toda a sua decrepitude. Um horroroso flagrante da decadência.

 

expresso-logoAcademia quer fazer alterações ao Acordo Ortográfico na ótica (ou óptica?) de um novo Dicionário

30.11.2016 às 18h00

 

A Academia de Ciências de Lisboa vai apresentar propostas de alteração de algumas normas do Acordo Ortográfico em vigor em Portugal, nomeadamente em relação à utilização das consoantes mudas. O objectivo é incluir as alterações no novo Dicionário da Academia, previsto para 2018 e que virá substituir o de 2001. Tratar-se-á, porém, de orientações, já que, para terem força de lei, as mudanças propostas terão de ser aprovadas pelo Instituto Internacional da Língua Portuguesa e, depois, por cada país implicado

 

A Academia de Ciências de Lisboa está a estudar propostas para o aperfeiçoamento do Acordo Ortográfico estabelecido em 1990 e que é já norma obrigatória em Portugal desde 21 de Julho de 2008, quando foi finalmente promulgado pelo Presidente da República.

Esta decisão vem na sequência dos trabalhos de preparação de nova edição do Dicionário da Academia, que está previsto veja a luz do dia em 2018 e virá substituir o publicado em 2001, considerado já demasiado datado, após 15 anos de evolução da nossa sociedade e do natural acompanhamento que a língua vai fazendo a tais evoluções.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso – iOS e android – para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

Source: Expresso | Academia quer fazer alterações ao Acordo Ortográfico na ótica (ou óptica?) de um novo Dicionário

 

 

Print Friendly, PDF & Email