As “convições” do AO90

«Um Copo de Cólera é um teatro concentracionário, discussão conjugal entre um homem, maduro e comodista, e a jovem amante, jornalista cheia de convições – apenas isto, uma pedra (preciosa).» [Revista “Visão”, 25.07.16]

 

«Mas nem isso impediu que levasse para Los Angeles as minhas convições, a minha estratégia, pois já tinha um plano bem traçado e tinha que o seguir.» [Revista “Festa”, 24.10.15]

 

«“As convições e a forma de liderança que têm guiado a minha carreira são inconsistentes com o que vi e vivi na Uber”, justifica o especialista em marketing que foi contratado há seis meses para melhorar a imagem da empresa.» [semanário “Sol”, 16.04.17]

 

«Funcionária de Registo Civil recusa gays alegando convições religiosas» [portugalgay.pt, 03.09.15]

 

«Aquilo que eu sei é que sou um jogador de equipa, um homem de convições, um homem apaixonado e de palavra. Não sou um homem do espetáculo nem faço promessas irrealistas», disse Ceferin.» [zerozero.pt, 14.09.16]

ver índice cAOs

Print Friendly, PDF & Email
Share