Apartado 53

Um blog contra o AO90 e outros detritos

«Queremos um português com as características idiomáticas brasileiras»

EXPLICAÇÕES ORTOGRÁFICAS PARA O PORTUGUÊS

Palavras escritas com SS, Ç, SC, C, X, XC geram muitas dúvidas. Afinal, há explicação para tantas diferenças? 

A questão ortográfica da Língua Portuguesa é bem polêmica. Muitas exceções e poucas reflexões convincentes. Nunca me conformei com explicações como: “É assim e pronto!

”Sempre achei horrível não saber, por exemplo, por que a palavra EXCEÇÃO é escrita com “Ç”. Sabemos, pelo contato de comunicação do dia a dia, que algumas pessoas escrevem com “SS” e acabam cometendo o tal “erro” ortográfico.

Este suposto equívoco não ocorre apenas por conta do desconhecimento da regra ou pelo uso. Muitas vezes, ele ocorre por falta de informação. Vamos analisar a origem do vocábulo.

EXCEÇÃO (com “Ç”) significa aquilo que está excluído de um todo. A palavra se originou da raiz latina “CAP”, que significa pegar. Para você entender melhor, essa raiz latina também originou a palavra CAPTEI, isto é, “peguei, compreendi”. O particípio latino da raiz “CAP” é “CAPTUS”, ou seja, aquilo que é pegado.

Para se formar uma palavra com a ideia daquilo que é pegado para fora, diferente ou fora de um todo, colocou-se o prefixo latino “EX”, que significa “para fora”. Com isso, a palavra formada foi: EXCAPTUS, aquilo que é pegado para fora.

Veja: CAP (pegar) formou CAPTUS (pegado), que formou EXCAPTUS (pegado pra fora).

O particípio latino formado com a consoante T (TUS) vai gerar, em Língua Portuguesa, a “terminação” com Ç.

Assim, EXCAPTUS forma EXCEÇÃO. Para você entender melhor, veja outro exemplo. NARE, verbo latino que significa nadar, tem o particípio NATATUS (aquilo que foi nadado) e forma NATAÇÃO (com Ç).

Veja: NARE formou NATATUS, que formou NATAÇÃO.

Alguns colegas alegam que as crianças dos ensinos fundamental e médio, e até adultos do ensino superior, não conseguiriam entender tudo isso. Eu não concordo.

Em uma sociedade altamente desenvolvida do ponto de vista da tecnologia, com ferramentas de realidade aumentada, internet cognitiva e inteligência artificial, os jovens compreendem questões muito mais complexas, sem o menor problema. O que devemos mudar mesmo são os nossos conceitos.

Explicações históricas e coerentes podem auxiliar o aprendizado e, ainda, o interesse pelo idioma.

Queremos um português com as características idiomáticas brasileiras, mas, também, com explicações mais consistentes do que um simples: “É isso e pronto!”

Source: EXPLICAÇÕES ORTOGRÁFICAS PARA O PORTUGUÊS – Prisma – R7 Português de Brasileiro

Print Friendly, PDF & Email
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Apartado 53 © 2017 Frontier Theme