O Esporte Club de Portugau

Manchester City Football Club is an English football club based in Manchester that competes in the Premier League, the top flight of English football. Founded in 1880 as St. Mark’s (West Gorton), it became Ardwick Association Football Club in 1887 and Manchester City in 1894. The club’s home ground is the Etihad Stadium in east Manchester, to which it moved in 2003, having played at Maine Road since 1923. The club adopted their sky blue home shirts in 1894 in the first season of the club’s current iteration, that have been used ever since.[4] They are currently ranked 6th in the all-time English top flight table since its creation in 1888,[5] thus making it one of the country’s most successful football clubs. [Wikipedia]

O endereço electrónico é https://pt.mancity.com/; à semelhança do que sucede com as versões francesa (https://fr.mancity.com/ ou espanhola (https://es.mancity.com/), por exemplo, as duas primeiras letras do endereço (pt, fr, es) remetem para a versão dos diversos países e da respectiva Língua. No caso da página “portuguesa” do Manchester City F.C., portanto, temos em pt.mancity.com a versão em… brasileiro!


O Man City é um equipa de futebol inglesa. Como o Sporting Clube de Portugal é uma equipa portuguesa, evidentemente, à semelhança do Sport Lisboa e Benfica e do Futebol Clube do Porto, os três principais clubes portugueses que costumam participar na Liga dos Campeões — uma competição europeia. O Brasil é um país sul-americano que absolutamente nada tem a ver com a Europa, com os assuntos europeus (incluindo o futebol europeu, por mera coincidência uma indústria de milhões).

Este aparentemente estranho fenómeno de usurpação de uma nacionalidade e da sua Língua — nada mais, nada menos — é exactamente o mesmo que sucede na Wikipédia brasileirófona, nos correctores ortográficos, nos programas de uso profissional (ou amador), em todas as plataformas e serviços online (Google, Facebook, Twitter, YouTube, etc.).

Aquilo que leva brasileiros a fazer-se passar por portugueses, o que os “autoriza” a escrever em brasileiro fingindo que aquilo é “português”, o que permite que uma ex-colónia impinja violentamente o seu crioulo a milhões de portugueses, pois bem, todos sabemos perfeitamente o que os autoriza a destruir a Língua Portuguesa, porque é-lhes permitido imporem-se como colonos, donos e senhores não apenas da Língua mas também da Cultura portuguesa; sabemos quando e onde teve início a sinistra operação de linguicídio, a terraplanagem cultural; sabemos quem foram os responsáveis, os pais da aberração; sabemos quem são aqueles que, por indiferença, por omissão, por demissão ou por conivência, cobardemente, alarvemente, estupidamente, continuam a permitir que para os envolvidos o crime compense.

Pois lá chegará o dia em que todos esses, por mais que se julguem imunes ou inimputáveis, ficarão para sempre enterrados e esquecidos na vala comum da infâmia.

É uma questão de tempo.

Crônica da Partida

CITY FAZ JOGO PERFEITO EM ALVALADE E GOLEIA SPORTING

Champions League
ter 15 fev

SPORTING – 0 MANCITY – 5

RiyadMahrez (7’), Bernardo Silva (17’, 44’),PhilFoden (32’), RaheemSterling (58’)

John Edwards
“site” do Manchester CityF.C., versão “PT”, Wed 16 Feb 2022, 22:00

Exibição impecável do time de Pep Guardiola e um 5-0 na bagagem

O City foi a Lisboa querendo fazer um jogo sem erros e, se possível, levar uma boa vantagem para o EtihadStadium nas oitavas de final da Liga dos Campeões.

o que aconteceu, no entanto, foi muito melhor que isso. Uma partida impecável de um time que alcança seu auge na parte mais fundamental da temporada. E um 5-0 que dá muita segurança para o jogo da volta.

O QUE ACONTECEU


Corajoso, o campeão português não colocou seus jogadores atrás da linha da bola. Pelo contrário: o Sporting começou a partida tentando agredir o City e jogar no campo de ataque.

O problema – para eles – é que o time de Pep Guardiola estava num dia inspirado, tanto a nível de organização em campo, quanto nas individualidades técnicas. O resultado dessa soma se provou mortal.

O primeiro gol saiu cedo, aos 6 minutos de jogo. Foden chutou no gol, Adán defendeu e, no rebote, De Bruyne tocou para trás e achou Mahrez, livre, para concluir. O gol foi anulado inicialmente por impedimento, mas, após análise do VAR, acabou confirmado.

O segundo foi um golaço. Aos 16 minutos, a bola sobrou após cobrança de escanteio e Bernardo Silva pegou de primeira. Uma bomba do lisboeta, que certamente gostou de marcar na cidade em que nasceu.

Aos 30, uma nova sobra de bola, dessa vez após jogada de Mahrez, acabou nos pés de Foden. O craque inglês dominou e, com muita calma, tocou bonito para dentro do gol.

Mas ainda cabia mais na primeira etapa. E logo de Bernardo Silva! Jogada em velocidade de Sterling, que tocou para trás e achou o português. A bola ainda desviou em Gonçalo Inácio e morreu no fundo do gol.

Bernardo quase comemoraria um hat-trick na volta da segunda etapa. De Bruyne cruzou na medida e o meia, baixinho, cabeceou para o gol. A bola entrou, mas o VAR, que havia validado o primeiro gol do City, dessa vez anulou o terceiro de Bernardo.

Mas não fez falta. Aos 12, Sterling decidiu fazer mágica. Roubada de bola rápida, o inglês ajeitou e acertou um chutaço maravilhoso no ângulo do Sporting.
Foi a cereja do bolo em um desempenho impecável dos comandados de Pep Guardiola, que levam uma vantagem inestimável ao EtihadStadium.

O QUE ISSO SIGNIFICA

Receberemos o Sporting no EtihadStadium com uma tranquilidade rara quando se trata de mata-mata da Liga dos Campeões. A partida acontece no dia 9 de Março.

O QUE VEM A SEGUIR

Uma pequena pausa na maior competição de clubes da Europa, porque a corrida pelo título da PremierLeague continua neste sábado, dia 19. Recebemos o Tottenham no EtihadStadium tentando manter a vantagem na ponta.

[Transcrição integral. Os destaques a “bold” são evidentemente meus. Também evidentemente, foi conservada a cacografia do original em língua brasileira. ]
[Conteúdo apontado por João Esperança Barroca.]

Glossário brasileiro-português de termos futebolísticos

(peço desculpa por não ser lá muito versado em língua brasileira)

  • Crônica: crónica
  • time: equipa
  • oitavas de final: oitavos-de-final
  • jogo da volta: 2.ª mão
  • rebote: (não faço a menor ideia de o que raio é isto)
  • escanteio: pontapé de canto ou “canto”
  • pegou de primeira: (sei lá bem; deve ser algo como “pontapé de primeira”)
  • tocou bonito: (talvez isto seja “belo passe” ou algo do género)
  • na volta da segunda etapa: no início do 2.º tempo
  • o meia (não deve ter nada a ver com peúgas; talvez seja “centro-campista”)
  • Roubada de bola: roubo de bola
Print Friendly, PDF & Email

4 Comments

Add a Comment
  1. Curioso que Março esteja com maiúscula. A maravilhosa língua unificada…

    1. Para eles é gralha…
      Devem ter algures um “mi adisculpi, viu” (uma errata).

  2. Maria Oliveira

    😀
    Positivamente hilariante ! Ou, como se diz “por lá”, “isso dái é hilário, compã’eiro”!

  3. São adeptos do Desportivo das Aves!

Deixe uma resposta