Outros “browsers” em Português correCto

Depois do (re)lançamento de duas ferramentas que permitem reverter automaticamente as páginas da Internet para Português correCto, completa-se agora toda a gama de browsers em que é igualmente possível passar a usufruir de paz e sossego na “navegação”, coisa que o AO90 veio selvaticamente perturbar.

Assim, além dos anteriormente referidos browsers de utilização mais difundida em Portugal e PALOP, o Chrome e o Firefox, aqui está a lista — pronta a descarregar qualquer deles ou até vários — de diversos programas baseados, em larga maioria, na plataforma Chromium, e ainda mais dois fundamentados no Mozilla Gecko, como o Firefox.

Tentando simplificar em extremo, sem grandes tecnicismos e optando sempre que possível por terminologia não especializada, evitando assim o hermetismo característico — e quase inescapável — dos textos sobre assuntos conectados ou conotados com a informática em geral e a Internet em particular, a intenção subjacente a este tipo de “posts”, cuja finalidade específica é a luta contra o assassinato ortográfico e cultural em curso, será apenas a de demonstrar que é perfeitamente possível “andar” na Internet à vontade ou, pelo menos, no mínimo, sem ter de levar com o AO90 ou imitações da língua brasileira em “sites” portugueses institucionais… ou quaisquer outros.

Evidentemente, a correCção automática pode não se limitar — só depende de o quê e como pretender o utilizador ler — aos “sites” da Presidência da República, do Governo e seus “serviços públicos”, da RTP, dos jornais, rádios e canais de TV financiados pelo Estado ou dos vendidos, bajuladores e simples idiotas que persistem em fingir que são brasileiros.

Qualquer pessoa que disponha das aplicações “Firefox Contra o Acordo Ortográfico” ou “Desacordo Ortográfico” (Chrome/Edge) pode até levar a coisa a um “extremo” de diversão (posso afiançar que é de facto hilariante) abrindo e forçando com um simples click qualquer texto (de) acordistas ou porcarias do género a apresentar a ortografia correCta e não aquela pepineira intolerável.

Por exemplo, o autor do textículo seguinte, um acordista qualquer do ainda mais acordista “ciberdúvidas”, deve apreciar basto ver o seu paleio todo corrigido… mesmo onde ele certamente não queria de todo.

…………………….

………………………

As correCções ainda têm falhas, pois com certeza, este é um trabalho que só agora foi retomado (por uma só pessoa), depois de longuíssima estagnação, mas na medida das possibilidades vai-se acrescentando entradas, corrigindo uns casos e aperfeiçoando outros.

Chromium-based browsers

(2022)

Chrome

Google Chrome

Edge

Edge browser

Vivaldi

Vivaldi browser

Opera

Opera browser

Brave

Epic

SRWare Iron

Comodo Dragon

Torch

Avast Secure

Avast Secure browser

Yandex

O que agora mais importa é cobrir pelo menos 95% dos utilizadores, seja qual for o browser de que disponham. E são de facto muitas as opções, em especial as baseadas no Chrome. As extensões aceites neste são igualmente válidas e funcionam naqueles cuja codificação é “semelhante”. No quadro da esquerda pode ver os nove outros programas “derivados” em The Chromium OS Platform e pode também, é claro, aceder aos respectivos originais para “download” e configuração.

Em qualquer dos casos, não se esqueça de que é sempre necessário, depois de cada nova instalação, instalar também a extensão “Desacordo Ortográfico”.

[Instalar a extensão no Chrome]
1. Aceda à página da extensão.
2. Click em “adicionar ao Chrome”/”add to Chrome”.
3. Para aprovar, click em “adicionar extensão”.

Pode ter acesso ao código da extensão (isto é tudo “open source”, nada de sistemas ou programas “proprietários”) e criar a partir dali, em regime cooperativo ou apenas como trabalho pessoal, a(s) sua(s) própria(s) entradas, correcções ou mesmo inovações. Como certamente já saberá, pode configurar a extensão Chrome para actuar automaticamente no carregamento de qualquer página web ou então, ainda mais simples, desactive essa opção e então basta carregar no respectivo “botão” do menu superior (na zona das extensões, em cima, à direita da linha de comandos/endereços). Amplie a imagem (click nela) para ver em pormenor o “botão” para o qual a seta aponta.

Com isto já fica servido, seja qual for o “browser” da sua preferência. Com a ressalva (óbvia) de que estamos a falar de computadores pessoais; pode ter no seu smartphone (para os puristas da treta, a tradução será “espertofone”?) o Chrome ou o Firefox, mas ainda não é possível importar para sistemas Android as extensões concebidas para “ambiente” Windows.

 


Além dos nove programas de navegação na Internet baseados no Chrome/Edge, existem pelo menos outros três browsers (há mais) cujo código é partilhado, digamos assim, a partir do Mozilla Gecko, à semelhança do Firefox: são eles o próprio Gecko, o Pale Moon e o Waterfox. Para qualquer destes browsers “semelhantes” ao Firefox, evidentemente, a extensão a utilizar será a “Firefox Contra o Acordo Ortográfico“.

Firefox browser Pale Moon browser Waterfox browser

Firefox

Gecko

Pale Moon

Waterfox


Das inúmeras potencialidades de manuseamento que se abrem com a utilização destas extensões, apesar das diferenças técnicas entre ambas, ressalta a possibilidade de copiar da Internet textos já corrigidos (convém sempre rever, claro, ao menos o que o “corretor” brasileiro sublinhar a vermelho). Toda a gente sabe fazer copy/paste — coisa que se tornou num neologismo corrente e nem sempre pelos melhores motivos, não confundir com plágio — e pode suceder que assim poupe imenso tempo de trabalho a corrigir “à mão” as brasileiradas (leia-se bacoradas) que por aí abundam.

No fim de contas, caso alguém ainda saiba fazer contas, trata-se aqui de dar descanso às meninges, ao cérebro todo e, de modo ainda mais abrangente, à paciência. Talvez se evitem assim, eliminando nos resultados a toxicidade do AO90, alguns ataques de fúria mais ou menos violentos.

Os computadores não têm culpa da estupidez humana. Não merecem levar pancada.


Source: StatCounter Global Stats – Browser Market Share

Source: StatCounter Global Stats – Browser Market Share

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta