NIV; habituem-se a este acrónimo

secure plate

Afinal, o que vem a ser ao certo o tal “chip” nas matrículas dos automóveis?

A tecnologia já existe há uns anos, de facto, e foi denominada como “Electronic Licence Plate“, um dispositivo destinado a combater não apenas o furto das matrículas propriamente ditas, mas também, ou principalmente, das viaturas que as ostentam. Além de incorporar um elemento electrónico (o tal “chip” de que se fala), esta chapa de matrícula – que, de chapa, já não tem nada – utiliza uma tecnologia (da inglesa Hills Numberplates) que inviabiliza na prática a sua desmontagem, troca ou utilização em veículo diferente daquele em que foi montada inicialmente.

Existe um filme1 que explica o que é a e-Plate (e-matrícula, em tradução livre), para que serve e como funciona o NIV (Número de Identificação do Veículo).

Este é um filme publicitário, que representa o ponto de vista do fabricante e da firma que comercializa o produto. Logo, quem desenhou e produziu o videoclip quase nos convence de que aquilo é realmente necessário; é para isso mesmo que existem especialistas em publicidade e em marketing, para convencer as pessoas de que os produtos são bons, são excelentes, são indispensabilíssimos, são de tal forma maravilhosos que não se percebe como diabo pudemos nós viver sem eles até hoje.

Confesso que eu cá era já, caso tivesse um carro que valesse o investimento. E acho mesmo que a coisa pode ser muitíssimo interessante para as rodoviárias, os transitários, os gestores de frotas, os “rent-a-car”, para o próprio Estado, e também para uma enormidade de proprietários individuais de automóveis valiosos ou mesmo para outros que nem tanto assim.

A questão essencial permanece: assim como se pode instalar dispositivos GPS em automóveis, este outro poderá ser um sistema anti-roubo mais barato, complementarmente ou em exclusivo; e este, em particular, com a nada desprezível característica de (até ver) inviabilizar o roubo das próprias “chapas” de matrícula; mas a decisão de instalar qualquer destes dispositivos continua a ser absolutamente individual – não há o mais leve vislumbre de obrigatoriedade, nem no Reino Unido, nem nos Estados Unidos da América, nem na China.

Já me fartei de esgravatar a Web, à procura de resposta a esta perguntinha muito simples: em que países do mundo, neste e não em qualquer outro planeta, é obrigatória a colocação de e-matrículas?

Parece que vou ter de esgravatar bastante mais; até agora não achei nada, mas talvez haja. Que diabo, não é possível que apenas em Portugal, num só iluminado Governo, alguém se tenha lembrado de tornar geral e obrigatória aquela coisa da e-matrícula!

Ou será mesmo possível?

cá está o bicho, digo, chip

Glossário
NIV – Número de Identificação do Veículo (VIN, no original em Inglês, Vehicle Id Number)
EVI – Electronic Vehicle Identification (IEV, Identificação Electrónica do Veículo)
e-Plate: “e-matrícula”, matrícula electrónica em veículos automóveis
Secure Plate: “chapa” de matrícula anti-roubo constituída por peças que se desfazem na desmontagem.
ELP, Electronic License Plate: equivalente a PME, Placa de Matrícula Electrónica

1 Este filme não está disponível para partilha, a não ser… roubando-o.
Imagens de www.e-plate.com e de Hills Numberplates

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *