Blasfémias “raptado”?

ASSUNTO RESOLVIDO. SEGUNDO INDICAÇÃO NUM COMENTÁRIO A ESTE POST, HOUVE APENAS UM PROBLEMA COM O DOMÍNIO. O BLASFÉMIAS ESTÁ PROVISORIAMENTE EM BLASFEMIAS.ORG.

o Blasfémias raptado; click para aumentar a imagem
Às 16:53 h, o blog Blasfémias estava assim.

Como sucedeu em Julho de 2006 com o blog Abrupto, toca agora a vez ao Blasfémias.

Raptado, pirateado, ocupado à má-fila, chame-se-lhe o que se quiser, o facto é que os conteúdos reais daquele blog foram, a não ser que haja alguma surpresa nisto tudo, abusivamente substituídos por outros.

Esperemos que o problema se resolva rapidamente.


Apdeite, às 17:25 h: o Blasfémias está “offline”.

Apdeite, às 18:03 h: o endereço IP original era 72.233.2.58 e agora está em (ou é redireccionado para) 69.64.155.119. Logo…

Apdeite, às 18:59 h: a segunda referência a este assunto na webtuga foi às 17:47 h, em comentário n’O Insurgente. O comentador fez o favor de guardar uma imagem (ligeiramente diferente) de como estava o Blasfémias naquela altura, com o Firefox.

Apdeite final, às 19:13 h: ora ainda bem que, afinal, no pasó nada. Lá que foi muito bem imitado, lá que parecia uma travadinha igual à que deu em tempos ao Abrupto, lá que um “hacker” não faria melhor, ah, isso foi, isso parecia, isso não faria. Mas antes assim, é claro.

4 comentários em “Blasfémias “raptado”?”

  1. Não foi “raptado”. Há apenas um problema com o nome de domínio. O blog continua provisoriamente em blasfemias.org

  2. Obrigado por ter deixado aqui essa nota. Já acrescentei as indicações ao “post”.

    De qualquer forma, parece-me que um blog com a dimensão do Blasfémias, ainda por cima em domínio próprio, poderia ter avisado de alguma forma que estava com problemas desse género. Não é lá muito usual um conteúdo num endereço de primeiro nível ser substituído intempestivamente por uma página de publicidade exactamente igual à de qualquer “page hijacker”.

  3. Eu dei por aquela coisa no Blasfémias, mas simultaneamente, com outros blogues… Para não fazer ondas, resolvi não perguntar nada.
    Mas já agora, vou avisar alguns. Na volta, passa-se alguma coisa, e eles nem sabem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *