Vozes de burro

O PM diz que foi caluniado por certo blogger. Não o foi pelos jornais, pelas rádios e pelas televisões que reproduziram, ampliaram, reviram e aumentaram as supostas “calúnias”. Não. Nada disso. A “calúnia” veio, em exclusivo, daquele blogger; ponto final.

O suposto caluniador responde que foi abusivamente acusado e, vai daí, acusa o PM de denúncia caluniosa e… ponto final.

Diz um, que se julga “Papa”, que a bandalheira, aqui pelo bairro, já foi longe de mais; toca a alçar o cacete, a ver se por fim se mete esta gentinha sem conhecimentos na ordem; e que a dita gentinha, “depois”, não se queixe. Caluda e ponto final.

Diz outro, que se julga “moderador”, que “a esquizofrenia deixou de ser latente e passou a vigente“. Não se percebe ao certo o que significará tão radical diagnóstico, mas enfim, ao menos presume-se, está tudo por aqui esquizofrénico, passado dos carretos, paranóico, ou o diabo a quatro. Parece que afinal não se passa nada e ponto final.

Diz um terceiro, que deve ser completamente distraído, ou seja, eu, que vozes de burro, enfim…*

*reticências

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *