Copilapsos

“A candidatura de Luís Filipe Menezes à liderança do PSD desvalorizou hoje o caso de plágio de textos da Wikipédia no blogue pessoal do candidato, salientando que se trata de “um lapso” facilmente perceptível pelos leitores.”

Menezes: plágio de textos da Wikipédia é “um lapso” (jornal Público de hoje)

Algumas das frases transcritas por Menezes (jornal Público de ontem)

1. Miguel Torga.
Origem do lapso: 77ª Feira do Livro do Porto (busca Google)
2. Hiroxima
Origem do lapso: al.sp.gov.br ou Wikipedia (busca Google)
3. Antonioni e Bergman.
Origem do lapso: www.fotolog.com/interlude ou Wikipedia (busca Google)

Ou seja: a Wikipedia está cheia de copilapsos, caramba!

Textos assinados por Luís Filipe Menezes copiados de sites da Internet (jornal Público de ontem)

Comentário a esta notícia em particular: agumas das origens dos copilapsos não coincidem, entre o trabalho do Público e as pesquisas de Apdeites. Mas isso é natural, se calhar. Quase toda a gente copia quase toda a gente, não indicando, sistematicamente e certamente por “lapso”, isto é, sempre por “lapso”, que se trata de citação ou transcrição, e qual é a sua origem ou autoria.

Já sabemos que essas coisas “acontecem”, esse tipo de “lapso”, e assim, tipo “oops, olha, copiei isto por lapso”, sucede ao mais pintado. Por exemplo, no jornal Público, parece que essas coisas também “acontecem”, ah, pois acontecem.

Nota: alguém ligado ao autor dos “lapsos” referidos prometeu para breve a correcção dos ditos. Por conseguinte, a leitura dos links deste post e, por consequência, do seu sentido, tornar-se-á de difícil compreensão, num futuro próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *