email: medidas anti-spam

Quantas mensagens de email recebeu hoje? E, dessas, quantas eram “puro” lixo? A maior parte? 90%? 99%? Todas? Pois, é o costume. Não pense que isso é só consigo. O “spamming” é uma praga mundial que toca a todos.

Mas há umas quantas coisas que se podem fazer, e poupar assim, com apenas uns minutos agora, horas e horas de trabalho no futuro, a seleccionar e a apagar todos os dias centenas ou milhares de mensagens absolutamente inúteis.

Algumas regras básicas:

1. Quando enviar mensagens para grupos de destinatários (mais do que um ou dois, já “é grupo”), utilize SEMPRE o campo “BCC” e NUNCA o campo “TO”.1
2. Crie regras para mensagens “a receber”, com o seu programa de correio electrónico (POP3/SMTP/IMAP) e/ou na sua conta de email em serviço online.2
3. Para que o seu endereço de email ou aqueles que aparecerem nas suas páginas não seja recolhido automaticamente pelos “spammers”, coloque pelo menos um sistema de despistagem no seu blog ou site. Por exemplo, o sistema spam-poison, que pode ver aqui spampoison, permite baralhar completamente aqueles “robots”.
4. Codifique ou modifique o endereço de email que disponibiliza no seu blog, por forma a torná-lo simultaneamente ilegível para os “robots” mas perfeitamente funcional para os seus visitantes. Existem diversos serviços e técnicas muito diferenciadas para o efeito:
a) Substitua o carácter @ do endereço pelo respectivo código: @. Esta técnica não é muito eficaz, mas é bem melhor do que nada.
b) Codifique todo o endereço, incluindo o texto de link. Para “ofuscar” automaticamente, pode utilizar, por exemplo, o serviço Email Obfuscator, da Codehouse. Este pequeno truque pode não ser 100% eficaz, mas resultará com os programas “robots” menos sofisticados.
c) Substitua endereço e link por javascript, encriptando-os em simultâneo. O serviço Syronex (Anti-spam Solutions) faz tudo isso automaticamente; basta indicar o seu endereço de email e o texto de link pretendido; depois, copie e cole o javascript respectivo no seu template. Este sistema garante protecção máxima, pelo menos até ver.

Existem muitas outras ferramentas, técnicas e utilitários anti-spam, mas o mais importante de tudo é que faça alguma coisa: enquanto se protege a si e ao seu blog, estará também a poupar tempo e paciência a todos os outros bloggers, especialmente se espalhar a palavra. Se não tiver paciência para ler isto tudo, e muito menos para fazer o essencial, pronto, a gente não se zanga, basta ler e fazer o que está no ponto 1.

Quando enviar email, utilize SEMPRE o campo “BCC” e NUNCA o campo “TO”.

Só isso, e já não é nada mau.

1 Ver informação e diferenças sobre os campos para destinatários TO, CC e BCC, na página de ajuda da Portugal Mail.
2 Consulte as diferenças entre os protocolos de email (e outros) em Wikipedia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *