Viva El-Rei D. Duarte III

Sua Alteza Real D. Duarte Nuno de BragançaA propósito de um escrito do vizinho Perspectivas, procurei umas coisas e dei de caras com isto: cada português desconta cerca de 1,20 € por ano apenas para pagar as despesas da Presidência da República. Ora, como diz o referido vizinho (se bem que haja números ainda mais baixos, cf. 0,77 €), os gastos totais da Casa Real inglesa custam cerca de 91 cêntimos anuais a cada súbdito da Grã-Bretanha.

Note-se que, como muito bem refere Orlando Braga, seria necessário apurar também os custos indirectos ou inerentes, como as pensões vitalícias e demais prerrogativas dos ex-Presidentes. Quando nos referimos ao caso português, estamos apenas a falar dos custos directos (em 2002 e 2003) da Presidência da República, sem evidentemente contar com os outros, dispersos por e diluídos em vários orçamentos. E mesmo assim, sem contar com essas despesas, dando de barato que o nível de vida é completamente diferente em Portugal e na Inglaterra, e mesmo considerando as contas do Estado português de há cinco anos, ter um Presidente ainda fica mais caro a cada um de nós do que aos ingleses ter uma Rainha!

Sua Majestade a Rainha de Inglaterra, que Deus salve e guarde por muitos e bons, mais a Família Real em peso, mais o luxo e o fausto com que a Casa de Windsor honra e cobre de prestígio cada um e todos os súbditos britânicos, tudo isso por junto – mais o que se não pode contar nem contabilizar, como o que o regime monárquico implica, em termos de espírito patriótico de todo um povo e de coesão nacional de várias pátrias – é inacreditavelmente, comparativamente, surpreendentemente… barato.

Afinal, figura simbólica por simbólica figura, entre um cargo de prestígio sem Poder efectivo e um Poder sem cargo efectivo e com pouco prestígio, não teríamos nós outros nada a ganhar com a troca? Pois não foi precisamente pelo fausto, não foi exactamente pelo luxo quiçá excessivo e pelos gastos que nos diziam ser sumptuosos que a República derrubou a Monarquia?

E afinal, bem vistas as coisas, não está hoje, quase cem anos depois do regicídio, absolutamente tudo ao contrário?

Ou será que agora, por simples decreto republicano ou por causa de um referendo que nunca foi feito, 77 é mais do que 120?

Imagem de S.A.R. D. Duarte Nuno retirada do site da Casa Real Portuguesa

Um comentário em “Viva El-Rei D. Duarte III”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *