«Ainda as facultatividades do AO90» [José Paulo Vaz, “a folha” (UE)]

1. A base IV do Acordo Ortográfico de 1990(1) (AO) consagra um regime ortográfico facultativo quanto a determinados vocábulos, ou tipo de vocábulos. É um dos pontos mais frágeis do AO e que, só por si, permite pôr em causa a orientação científica que presidiu à nova «norma» ortográfica da Língua Portuguesa. Desde logo porque demonstrativo de que … Continuar a ler«Ainda as facultatividades do AO90» [José Paulo Vaz, “a folha” (UE)]

«Um património herdado» [Maria do Carmo Vieira, discurso, 13.05.15]

“Portugal no mundo: a língua portuguesa e os seus embaixadores” O tema apresentado para debate implica forçosamente referir a Escola e o ensino da língua portuguesa, ensino que, obcecado pelo utilitário, pelo funcional e pelo «real», tem descurado, ao longo de anos, não só a Literatura, com destaque para a leitura da poesia e dos … Continuar a ler«Um património herdado» [Maria do Carmo Vieira, discurso, 13.05.15]

«A inqualificável deriva ortográfica actual» [Editorial do “Público” de 13.05.15]

Anda por aí grande agitação por causa de uma notícia que dá o dia de hoje, 13 de Maio (por sinal aquele em que se celebram as primeiras aparições em Fátima), como o do fim do prazo de transição de seis anos do chamado Acordo Ortográfico de 1990. Ou seja: hoje, o país inteiro, se … Continuar a ler«A inqualificável deriva ortográfica actual» [Editorial do “Público” de 13.05.15]

Miguel Esteves Cardoso e Pedro Mexia (e muitos outros) não aceitam AO90

Miguel Esteves Cardoso e Pedro Mexia não aceitam novo Acordo Ortográfico   Escrito por LUSA – 105 FM – 09 Maio 2015 Os escritores e cronistas Miguel Esteves Cardoso e Pedro Mexia vão continuar a usar o Acordo Ortográfico de 1945, questionando a utilidade do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, cujo período de transição … Continuar a lerMiguel Esteves Cardoso e Pedro Mexia (e muitos outros) não aceitam AO90

A opinião de Henrique Neto sobre o AO90

Nesta gravação, Henrique Neto diz aquilo que pensa sobre o AO90. Se bem que refira também a tese da “revisão” do acordo como sendo algo de plausível, estamos sem qualquer dúvida perante um depoimento de inegável relevância política, visto tratar-se de um candidato à mais alta magistratura da Nação, a Presidência da República Portuguesa. Esperemos … Continuar a lerA opinião de Henrique Neto sobre o AO90

Editorial do jornal “Público” de 20 de Abril de 2015

Editorial Os pressupostos falhados do acordo ortográfico Direcção Editorial 20/04/2015 – 05:14 O acordo ortográfico não unificou a escrita nem abriu um mercado único de edições. Serviu para quê? ——- Reacendeu-se na passada semana, por via de um encontro na Faculdade de Letras e de uma moção aí aprovada, a querela ortográfica nacional. Querela que, … Continuar a lerEditorial do jornal “Público” de 20 de Abril de 2015

O AO90 nos exames nacionais; perguntas de deputados ao Governo (II)

Ex. ma Sr.ª Presidente da Assembleia da República Considerando que: – O Segundo Protocolo Modificativo do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990 (AO90) foi ratificado por Portugal em 2008, encontrando-se em vigor desde 2009 (com um período de transição até 2015) e implementado nos documentos oficiais e no sistema educativo, assim como em inúmeras … Continuar a lerO AO90 nos exames nacionais; perguntas de deputados ao Governo (II)

O AO90 nos exames nacionais; perguntas de deputados ao Governo

Assunto: Aplicação do Acordo Ortográfico nos exames nacionais Destinatário: Min. da Educação e Ciência   Ex. ma Sr.ª Presidente da Assembleia da República Excelência: Correm notícias alarmantes sobre a imposição de fortes penalizações aos alunos em cujas provas de exames nacionais não seja rigorosamente aplicada a grafia imposta pelo sinistro Acordo Ortográfico de 1990 (AO … Continuar a lerO AO90 nos exames nacionais; perguntas de deputados ao Governo

Carta Aberta do PEN Clube Português

Carta Aberta do PEN Clube Português ao Presidente da República Portuguesa, aos membros do Governo e da Assembleia da República, aos órgãos de comunicação social e à população em geral, respeitante à língua portuguesa March 26th, 2015 by pen clube português A língua portuguesa é o nosso património comum com o qual convivemos e que … Continuar a lerCarta Aberta do PEN Clube Português

“Evitar a batota”? Não fazer batota!

Vamos evitar a batota Arnaldo Niskier Especial para Diário da Manhã No mundo lusófono, à exceção do Brasil, continua acesa a discussão em torno da aplicação do Acordo Ortográfico de Unificação da Língua Portuguesa. Enquanto aqui as coisas amainaram, em Portugal há um grupo de escritores insistindo na tese de que queremos o Acordo para exercer sobre … Continuar a ler“Evitar a batota”? Não fazer batota!