«Os políticos não são donos da Língua!» [Maria José Abranches]

«Porque é que sendo o PDR um partido novo, que se assume como democrático, se apressa a prestar vassalagem ao Acordo Ortográfico de 1990 (AO90), indefensável e nefasto do ponto de vista linguístico – como todos os especialistas ‘independentes’ têm afirmado e demonstrado e como todos os dias podemos verificar, pela verdadeira vandalização da nossa … Continuar a ler«Os políticos não são donos da Língua!» [Maria José Abranches]

«Mostra-me como escreves, dir-te-ei quem és!» [Maria José Abranches, carta ao “Público”]

Ex.ma Senhora Directora do jornal “Público”, Começo por lhe manifestar, mais uma vez, a minha admiração e o meu reconhecimento pela inteligência, firmeza, coragem e perseverança com que o “Público” assumiu e inequivocamente mantém a defesa do Português europeu, rejeitando e condenando o “Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa” de 1990. Esta carta vem a propósito … Continuar a ler«Mostra-me como escreves, dir-te-ei quem és!» [Maria José Abranches, carta ao “Público”]

«Carta aberta à Associação 25 de Abril» [por Maria José Abranches]

—– Original Message —– From: Maria Abranches To: Associação 25 de Abril Cc: Sent: Friday, April 18, 2014 11:50 PM Subject: 25 de Abril! Carta aberta à Associação 25 de Abril «Não haverá democracia se o povo não for composto de verdadeiros cidadãos agindo permanentemente enquanto tais». (Pierre Mendès France) Ex.mo Senhor Presidente, Atendendo a que … Continuar a ler«Carta aberta à Associação 25 de Abril» [por Maria José Abranches]

«Vandalização da nossa Língua» [Maria José Abranches, email a “Notícias ao minuto”]

—– Original Message —– From: Maria Abranches To: Cc: Sent: Tuesday, March 25, 2014 5:37 PM Subject: Ortografia do Português europeu Ex.mos Senhores, Descobri há pouco tempo o “Notícias ao Minuto”, que saudei como uma iniciativa útil e prática. Constato, no entanto, que de dia para dia tem vindo a ser infestado pela ortografia proposta … Continuar a ler«Vandalização da nossa Língua» [Maria José Abranches, email a “Notícias ao minuto”]

«Coragem, Portugal!» [por Maria José Abranches]

Jactância, megalomania, cupidez, prepotência, hipocrisia, estupidez, servilismo, cobardia, saloiice, seguidismo, ignorância, incúria, preguiça… ‘em nossa perdição se conjuraram’; mas nem tanto era preciso, pois a estupidez, a saloiice, a preguiça e a cobardia bastariam para explicar o entusiasmo da nossa classe dominante – política, intelectual, cultural, universitária, jornalística, editorial e até empresarial – pelo Acordo … Continuar a ler«Coragem, Portugal!» [por Maria José Abranches]

«País sem rosto» [por Maria José Abranches]

Que país sem rosto é este? Que destino colectivo estamos a fabricar? TUDO é vendável, transaccionável, privatizável, manipulável?! Que povo somos nós, se o destino do Português – a língua que a nossa História forjou, que nos identifica, define e estrutura – nos é indiferente?! E que povo somos nós, se assistimos sem revolta à … Continuar a ler«País sem rosto» [por Maria José Abranches]

«Acuso!» [Maria José Abranches, GT AO90]

Ex.mos Senhores Deputados, “… melhor é duvidar que sandiamente determinar.” (D. Duarte, O Leal Conselheiro) Começo por agradecer: ao grupo parlamentar do PCP, pela iniciativa de propor na Comissão de Educação, Ciência e Cultura, a criação de um grupo de trabalho para reflectir sobre o Acordo Ortográfico de 1990 (AO90); à referida Comissão e ao … Continuar a ler«Acuso!» [Maria José Abranches, GT AO90]

«Bandeira e língua» [por Maria José Abranches]

Bandeira e língua: vicissitudes dos símbolos nacionais Eu, portuguesa e europeia me confesso: são estas as marcas específicas da minha condição humana. É pois assumindo-as plenamente que posso contribuir para o enriquecimento e a preservação da nossa humana e preciosa diversidade. Posto isto, porque convém não confundir patriotismo com nacionalismo, vamos ao que agora me … Continuar a ler«Bandeira e língua» [por Maria José Abranches]

«Acordai!» [por Maria José Abranches]

Caros amigos e companheiros de luta, Só há uma solução: assaltemos e pressionemos os políticos, todos e em todos os órgãos de soberania, a começar pelas autarquias e pela Assembleia da República. Nesta democracia de opereta, todos os nossos eleitos, de todos os partidos, quando chegam ao poder, sentem-se autorizados a ignorar-nos e a decidir … Continuar a ler«Acordai!» [por Maria José Abranches]