Prémio de Poesia Vasco Graça Moura 2015 [notícia “Público”, 28.04.15]

Modo de Ler lança Prémio Vasco Graça Moura PÚBLICO 28/04/2015 – 14:54 Novo prémio literário dedicado à poesia   O nome do escritor portuense Vasco Graça Moura, desaparecido fez esta semana um ano, vai apadrinhar um novo prémio literário expressamente dedicado à poesia. É uma iniciativa da editora Modo de Ler, de José da Cruz … Continuar a lerPrémio de Poesia Vasco Graça Moura 2015 [notícia “Público”, 28.04.15]

Prémio Vasco Graça Moura (sem AO90, claro) [“TSF”, 08.10.14]

Prémio de poesia Vasco Graça Moura em 2015 O Prémio Vasco Graça Moura destina-se a autores consagrados ou que estejam a dar os primeiros passos na escrita. Será atribuído no próximo ano, pela editora Modo de Ler, que em 2015 assinala 40 anos sobre o primeiro livro que publicou do escritor, poeta e ensaísta. José … Continuar a lerPrémio Vasco Graça Moura (sem AO90, claro) [“TSF”, 08.10.14]

«O legado de Vasco Graça Moura» [Jorge Colaço, in “blog” Retrovisor, 06.06.14]

O legado de Vasco Graça Moura Agora que a poeira começa a assentar sobre o desaparecimento de Vasco Graça Moura, sobre tudo o que se tem dito e escrito acerca desta personalidade, há duas ou três coisas que apetece remoer. Ao amplo e merecido consenso público que em volta desta figura maior da cultura portuguesa … Continuar a ler«O legado de Vasco Graça Moura» [Jorge Colaço, in “blog” Retrovisor, 06.06.14]

«A Perspectiva do Desastre» [Vasco Graça Moura, Parlamento, 7 de Abril de 2008]

«Comunicação lida [por Vasco Graça Moura] na Audição Parlamentar sobre o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, promovida pela Comissão de Ética, Sociedade e Cultura da Assembleia da Republica, em Lisboa, no dia 7 de Abril de 2008.» Transcrição do discurso alojada em “Issuu” por João Roque Dias. Reprodução textual publicada em “Ciberdúvidas”. “Links” inseridos por … Continuar a ler«A Perspectiva do Desastre» [Vasco Graça Moura, Parlamento, 7 de Abril de 2008]

“Omnes discrepantes”… [Vasco Graça Moura, “DN”, 05.03.14]

Esta semana, no meio de uma embrulhada confusão de razões, contra-razões e subtilezas pouco subtis, saltitando de argumentos e de posições que não lembrariam ao Diabo, pior, que não lembrariam aos engendradores do Acordo Ortográfico, ficou-se a perceber uma coisa que digo já qual é. Mas antes, seja-me permitida uma sugestão: a de que futuros … Continuar a ler“Omnes discrepantes”… [Vasco Graça Moura, “DN”, 05.03.14]

«Vieira queimado em…”esfinge”» [Vasco Graça Moura, “Público”, 03.04.13]

O padre António Vieira nunca foi “imperador da língua portuguesa”. Essa é apenas uma das muitas mistificações engendradas por Fernando Pessoa, que nem sequer percebeu que a língua não é um império mas sim a principal base identitária de uma comunidade humana. De resto, se fosse realmente reconhecido como “imperador” e o seu império fosse … Continuar a ler«Vieira queimado em…”esfinge”» [Vasco Graça Moura, “Público”, 03.04.13]

«Escamotear os problemas» [por Vasco Graça Moura]

No seu artigo “O português na encruzilhada” (Expresso, 2 de Março de 2013), Margarita Correia procura caracterizar dois caminhos para a língua portuguesa. Vejamos a caracterização que ela faz desses caminhos, começando por aquilo a que chama “via A”. “A via A corporiza-se no desmembramento da unidade transnacional do português, através do afastamento progressivo (mais … Continuar a ler«Escamotear os problemas» [por Vasco Graça Moura]

«’O’ CPLP» [Vasco Graça Moura, “DN”, 16.01.12]

Pelos vistos há quem, tendo defendido apressadamente a entrada em vigor do Acordo Ortográfico e a sua pronta aplicação entre nós, comece a entrar em pânico, por ver agora esse viçoso horizonte da escrita lusitana recuar para o limbo da irrecuperabilidade de tão fecundas perspectivas. Realmente, o esforço que essas pessoas despenderam está a tornar-se … Continuar a ler«’O’ CPLP» [Vasco Graça Moura, “DN”, 16.01.12]

«Urgentemente» [Vasco Graça Moura, “DN”, 09.01.13]

Há uma semana, escrevi nesta coluna sobre o adiamento de aplicação do Acordo Ortográfico no Brasil, por decisão da presidente Dilma Rousseff, que atendeu uma série de protestos e manifestações pedindo a suspensão e revisão do documento. As implicações da situação assim criada, no plano internacional, são por demais evidentes. Escusamos de pensar que as … Continuar a ler«Urgentemente» [Vasco Graça Moura, “DN”, 09.01.13]

«O cadáver adiado» [Vasco Graça Moura, “DN”, 02.01.13]

No Brasil, tratava-se fundamentalmente de sacrificar o trema e o acento agudo em meia dúzia de casos. E ninguém se resignava às regras absurdas de emprego do hífen… Com isso, bastou o abaixo-assinado de uns 20 mil cidadãos para se adiar a aplicação de uma coisa trapalhona denominada Acordo Ortográfico (AO). Os políticos ouviram a … Continuar a ler«O cadáver adiado» [Vasco Graça Moura, “DN”, 02.01.13]