Portugal “compato”

compato_carro
«Mesmo que não faça, à primeira vista sentido um desportivo compato ter mais do que três portas, há, assim de relance, pelo menos, quatro razões que suavizam a polémica.»

Daqui: http://autosport.pt/renault-clio-rs-200-edc-que-garra=f114055#ixzz3NmCD2FzS


«Conveniente, compato e moderno é o bloco de notas Triplo!»

Daqui: http://www.penseurope.com/pt/products.asp?prod=NDJ&UID=&headerCategory=


«Tudo acondicionado num corpo compato, leve, resistente à intempérie, perfeito para a fotografia ao ar livre, sem preocupações.»

Daqui: http://www.ricoh-imaging.pt/pt/reflex-digital/K-30.html


«Transmissor compato ultrassónico para medição de nível em líquidos, pastas e sólidos»

Daqui: http://www.e-direct.endress.com/pt/pt/fmu30

1 thought on “Portugal “compato”

  1. Até ao AO a escrita era uma coisa mais ou menos compacta (no sentido de uniforme), em Portugal e nos PALOP. Agora, como se vê, é o caos completo – de mão dada com a imbecilidade e a iliteracia. Sendo que esta incapacidade para perceber o que se lê abrange cada vez mais gente… “Compato”?! Um país de patos parece isto tudo.

Os comentários estão fechados.