2 thoughts on “Maravilhoso AO90: os terrenos medem-se em “hetares”

  1. Pelo sim pelo não, e na impossibilidade de outro tratamento (psiquiátrico, por exemplo), aos mentores do Acordo Hortográfico deveriam ser concedidos 500 “hetares” de terreno de pasto – para fins terapêuticos. Auspiciosas ruminações, complementadas com duas sessões diárias de marradas em pilhas de livros (não aderentes ao AO), e ao fim de umas semanas estariam livres de problemas biliares, “retais”, etc.
    E nós livres deles.

  2. “Porque uma língua cujos utentes vivem em estado de insegurança tem uma fraca aptidão para encaixar golpes, para digerir empréstimos, para fazer frente à concorrência. A imagem negativa de si mesmo – e dos outros membros do grupo sobretudo ! – precipita assim o declínio da língua.”
    (Traduzi do francês, “La langue dans la cité – Vivre et penser l’équité culturelle”, Jean-Marie Klinkenberg, éd. Les Impressions Nouvelles, 2015)

    Pelos vistos, o grande objectivo deste AO90 é mesmo fazer desaparecer a língua de Portugal! E está a conseguir, basta ver a “insegurança” com que de dia para dia os portugueses usam a sua língua, o que estes exemplos comprovam amplamente!

Os comentários estão fechados.