Dia: 31 de Julho, 2016

TV americana tenta alterar alfabeto… brasileiro! [BBC Brasil]

Tradução

brasileiro Português
bilhão, bilhões mil milhões, “n” mil milhões
bilionário multimilionário
corujão (não faço ideia do que raio é isto)
esportivo, esportes, esportista, esportivas desportivo, desportos, desportista, desportivas
julho, março Julho, Março
basquete basquetebol
vôlei voleibol
Comitê Comité
cerimônia cerimónia
Vietnã Vietname
cômoda cómoda
noturno nocturno
diretor director
atividades actividades
“de seu faturamento” da sua facturação
“100m rasos” 100 metros planos
“marcada para 22h30” marcada para as 22h30
gramado relvado
“em suas transmissões” nas suas transmissões
canadenses canadianos
Copa do Mundo Campeonato Mundial/Campeonato do Mundo
“a maior fonte de arrecadação” a maior fonte de receita


Com investimento bilionário na Rio 2016, TV americana causa ‘corujão’ esportivo e tenta até alterar alfabeto

Fernando Duarte

Da BBC Brasil no Rio de Janeiro

29 julho 2016

Esportes como basquete, natação e vôlei terão partidas que começam às 22h; federações reclamaram, mas em vão.

Muitas pessoas que compraram ingressos para eventos de basquete, natação e vôlei de praia da Rio 2016 devem ter estranhado quando encontraram uma programação mais adequada para uma “balada” do que para uma competição esportiva – as finais na piscina, por exemplo, começam às 22h de Brasília.

Os horários pouco ortodoxos, bem como a escolha dos esportes “agraciados”, são mais uma face da imensa influência que a rede de TV americana NBC tem sobre não apenas os Jogos Olímpicos, mas sobre o Comitê Olímpico Internacional (COI). Tudo isso por força do investimento de US$ 1,3 bilhão nos direitos de transmissão da Rio 2016.

Não é surpresa alguma, então, que a emissora dê prioridade ao mercado americano, em especial no que diz respeito a esportes que atraiam o interesse de sua audiência, como é o caso das modalidades citadas acima, ou de provas de interesse universal, como a final dos 100m rasos no atletismo, marcada para 22h30.

Mas na Rio 2016, a NBC tentou influenciar até o protocolo olímpico: no início da semana, a emissora pediu ao COI que mudasse a ordem de entrada das delegações no desfile da Cerimônia de Abertura, na próxima sexta-feira.

De acordo com a tradição, a ordem do desfile tem a Grécia, berço dos Jogos, abrindo o evento, e o país anfitrião fechando. A entrada do restante dos países obede à ordem alfabética de acordo com o idioma local.

Em um comunicado oficial, a NBC disse ter “discussões regulares com nossos parceiros comerciais e o COI sobre tudo que envolve proporcionar a melhor cobertura possível da Olimpíada à nossa audiência nos EUA”.

Os executivos da emissora temem um esvaziamento de sua audiência porque, de acordo com a ortografia brasileira, a delegação americana desfilará entre os países iniciados com a letra “E”, o que poderá fazer com que parte do público mude de canal depois da passagem dos 555 atletas dos EUA.

(mais…)

Share